Cine Verdurão: conheça “Por que você não chora?”, filme candango indicado a Melhor Filme Brasileiro

A cena local em Brasília ganhou mais uma grande referência pra gente se orgulhar. Agora, com o cinema candango! Bora falar sobre “Por que você não chora?”, filme da brasiliense Cibele Amaral que abriu o Festival de Cinema de Gramado de 2020 e foi indicado ao prêmio de Melhor Filme Brasileiro do evento. 

 

O filme, com cenas gravadas no Riacho Fundo, na Universidade de Brasília e no Parque da Cidade, apresenta temas como suicídio, depressão e saúde mental. Talvez por isso, estreou em rede nacional no mês de setembro deste ano, no Canal Brasil. 

 

Nomes de peso estão no elenco: Carolina Monte Rosa interpreta Jéssica, uma estudante que está em seu primeiro estágio como psicóloga quando conhece a personagem de Bárbara Paz, que leva o mesmo nome da atriz. 

 

A questão é que Bárbara é uma paciente diagnosticada com Transtorno Borderline, e o convívio com Jéssica faz as duas repensarem suas visões sobre a própria vida, sobre autoconhecimento e sobre o que querem para si. 

 

A diretora e também psicóloga Cibele Amaral contou ao portal Multiversos qual foi sua principal inspiração para criar o roteiro. “A ideia do filme surgiu durante o meu estágio como psicóloga no Instituto de Saúde Mental de Brasília. Percebi que a grande demanda é de mulheres e que a maioria delas apresentava ideação suicida. E este é um longa que aborda e debate questões que se apresentam pelo menos uma vez na vida de cada mulher.”

 

Durante o filme, a gente acompanha o relacionamento e os aprendizados de Jéssica e Bárbara, e alguns assuntos como a maternidade, a busca por autoconhecimento, a dúvida e a necessidade de encontrar a força interior aparecem. Questões que, segundo Cibele, toda mulher enfrenta “para sobreviver em um mundo que nem sempre nos enxerga”. 

 

O filme foi financiado pelo Fundo de Apoio à Cultura (FAC) e pela Ancine, e foi indicado para o maior prêmio do Festival de Cinema de Gramado, de Melhor Filme Nacional. O prêmio acabou sendo levado pelo filme pernambucano King Kong en Asunción, mas já valeu demais! 

 

Curtiu a proposta do filme e quer conhecer mais sobre? Olha só esta entrevista que a equipe de “Por que você não chora?” deu para o Canal Brasil:

WhatsApp Fale conosco pelo WhatsApp