Expressões candangas: 36 Gírias memoráveis de Brasília

Compartilhe
Share on linkedin
Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

E aí véi, tudo massa?

Acaba de chegar em brasólia e tá boiando no sotaque carregado de gírias cabulosas? Aff, não fique morgando não que esse post vai te tornar um candango nato, dos pés à cabeça. Aqui, você vai conhecer 36 expressões que são só o ouro e a cara do quadradinho

Esparra com os amigos, família, vizinhos, galera do trampo e chegados, para que todo mundo entenda de vez que Brasiliense tem sotaque sim, só é um pouco diferenciado.

Fechou? Então pega o beco e se joga nesse verdadeiro ABC de Brasília.

  1. Aff

Muito usado para demonstrar descontentamento ou surpresa, o “aff” veio da abreviação de “Ave maria” muito dita pelos nordestinos que construíram a cidade.

  1. Véi 

Véi é a vírgula oficial do brasiliense. É a forma que ele se refere a outra pessoa, ou seja, sinônimo de “cara”. A verdade é que é usado nos mais diferentes tons e tipos:

  • Veeeeei
  • Vey
  • Anem vei
  • Porr* vei
  1. Baú

Famoso busão ou ônibus, o baú é o meio de transporte que conecta as cidades do DF e se joga com vontade (e nem um pouco de dó) nas tesourinhas.

  1. Balão

Apesar de ficar lindo no nosso céu, esse balão não tem nada a ver com a bexiga. Se trata das rotatórias que tem em toda quadra da cidade.

  1. Bloco

São os edifícios do plano piloto que possuem em sua maioria o formato de um grande bloco retangular. 

  1. Boto fé

Boto fé pode significar que você concorda ou entendeu algo ou que você discorda mas, está com preguiça de argumentar. Ou seja, você que lute para adivinhar jkkkk.

  1. Boiando 

Perdido ou “nas nuvens”. Estar boiando é o mesmo que não entender algo ou ter parado de prestar atenção em algum assunto.

  1. Tesourinha

Clássico de Brasília, as tesourinhas são um verdadeiro labirinto para os recém chegados na cidade. Elas funcionam como um ponto de conexão entre o eixão e as superquadras da Asa Sul e Asa Norte.

  1. Camelo

Bicicleta, bike? Nada disso vei! Aqui a gente chama esse meio de transporte de Camelo. A expressão ficou conhecida na música “Eduardo e Mônica” do Legião Urbana.

  1. Chegado

“Meu chegado” é a referência a algum amigo, companheiro, parceiro e afins.

  1. Cabuloso

É o mesmo que algo “daora” ou super legal. Usado para sempre passar a ideia de exagero e de algo muito bom, imperdível. 

  1. Ovo de codorna

Em uma cidade de mais de 3 milhões de habitantes, você pode ter certeza que vai conhecer ou encontrar alguém que conhece sua mãe que mora em outro país ou até mesmo o primeiro beijo do seu ex (é verdade esse bilhete).

  1. Páia

Uma coisa páia, é uma coisa sem graça ou ruim. Geralmente vem dita assim: “páaaia de mais veeeei”

  1. De rocha 

De rocha é o mesmo que “verdade”? “jura?”. Ou seja, usado para confirmar algo.

  1. Esparrado

Se refere a algo muito bom ou a uma fofoca generalizada. Ou seja, esparrada.

Sinônimo de cara, mano, brother ou véi. Diminutivo de filho???

  1. Frevo

Bagunça boa é o frevo. Se refere a um grande aglomerado de pessoas (#saudades) com o objetivo de se divertir muuito e dar alguns PT’s… risos 

  1. Lombra

Estar relaxado, viajado nos pensamentos… 

  1. Massa

O massa é o top do brasiliense! 

  1. Morgando

Aquela preguiça boa do fim de semana em que até respirar exige muito esforço. Também se refere aqueles 30 minutos na cama logo que acorda.

  1. Pagar Vexa

Pagar vexa é passar aquela vergonha, pagar aquele mico.

  1. Pardal 

Não, não é o pássaro. Pardal é o radar do Detran que tem a cada 100m da cidade. 

  1. Pegar o beco

É o sinônimo de pegar o rumo ou capar o gato. Ou seja, vazar do rolê, ir embora.

  1. Rodô

Diminutivo carinhoso a rodoviária de Brasília que une todo o DF e o entorno no centro da cidade.

  1. Zebrinha

Mais um nome que se refere a um ônibus. Este em especial, se refere aos micro-ônibus que fazem as linhas circulares do Plano Piloto.

  1. Grau

Existem dois sentidos diferentes para “grau”. O primeiro seria ao estado de espírito de alguém que está muito animado, ou seja: “Véi, to no grau” O segundo se refere a uma cerveja bem gelada “Essa desceu no grau”.

  1. Hagá

Migué e desculpinha ou cantada, xaveco. 

  1. Nave

É aquele carro massa véi que corre que nem uma nave e que em alguns casos, é melhor que usar o baú.

  1. Quadradinho

Apelido carinhoso para o Distrito Federal que tem o formato de um quadrado no mapa. 

  1. Só o ouro

Expressão para se referir a algo muito bom e de melhor qualidade. Tipo esse infográfico que é só o ouro :p

Uma indagação típica do brasiliense. “Ué, não tava aqui?”

  1. Trampo

O trabalho do proletariado brasiliense é chamado de trampo para diminuir o peso do capitalismo. 

  1. JKKK

O jeito brasiliense de rir em texto, em homenagem ao JK. JKKKK

  1. Brasólia

Também um apelido para Brasília que entrou no vocabulário dos candangos.

  1. Tatu

Tatu é um túnel que passa por baixo da rodoviária e liga o eixão sul ao eixão norte. 

  1. Minhocão

É o prédio principal da UnB que se alonga por grande parte do Campus Darcy Ribeiro.

E aí, curtiu a lista? Qual dessas gírias você fala mais? Comente aqui no post.

conheça nossos produtos