Programa cabuloso de BSB democratiza acesso à cultura durante a pandemia

Durante a pandemia do corona vírus, muitas iniciativas surgiram para nos manter conectados ao mercado. Uma delas foi o Programa Conecta Cultura, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) do GDF. 

 

Criado em 6 de abril de 2020, o programa foi pensado para continuar fomentando o setor artístico do DF. Durante o isolamento social, muitos produtores culturais do nosso quadrado falaram da queda na renda e da necessidade de se readequar ao mercado. 

 

Como poucas pessoas estão circulando, eventos e produções artísticas não podem contar com a mesma renda de antes aqui no DF. 🙁 

 

O Programa Conecta Cultura tem três braços principais para ajudar artistas nesse momento complicado. No começo do ano, um edital do Fundo de Apoio à Cultura reservou mais de R$ 2 milhões para investir em até 107 projetos culturais de Brasília, por exemplo.

 

Além dessa iniciativa, que já finalizou a inscrição de projetos no fim de abril, o programa conta com mais dois projetos incríveis: as capacitações online e os rolês culturais. 

 

  • Capacitações online 

 

Com essas capacitações, a Secec busca apresentar os principais instrumentos de de fomento à cultura oferecidos pelo GDF. 

 

Em cada unidade, você entenderá os processos e documentos envolvidos para acessar o Fundo de Apoio à Cultura e a Lei de Incentivo à Cultura, desde a inscrição até a decisão final. 

 

As capacitações envolvem vídeos e cartilhas explicativas disponíveis para download. Acesse o conteúdo completo aqui

 

  • Rolês culturais

 

Uma vez, compartilhamos uma iniciativa cabulosíssima nas nossas redes sociais que nos permite visitar museus e acervos incríveis em BSB do nosso celular ou computador, sem sair de casa.

 

Essa iniciativa são os Rolês culturais, vídeos gravados pela Secec com tours pelo que há de melhor nos museus de Brasília, incluindo o Museu do Catetinho e o Memorial dos Povos Indígenas! 

 

Todos os vídeos estão disponíveis aqui

 

É muito massa ver projetos como esse, tentando nos aproximar da nossa arte local, mesmo quando ainda não podemos estar presentes como gostaríamos. 

 

Conhece alguma outra iniciativa parecida aqui no DF? Compartilha com a gente nos comentários! 😉 

WhatsApp Fale conosco pelo WhatsApp