Mais autocompreensão, menos cobrança: não existe quarentena perfeita

Não existe um isolamento social dos sonhos. Nada na vida é perfeito, quem dirá a quarentena. Treinos incríveis, casa perfeitamente arrumada, filhos completamente tranquilos e um home office impecável não devem ser seus objetivos.

 

Trabalhando em casa

As dicas de como render mais trabalhando em casa são completamente válidas e devem ser seguidas, mas isso não significa que tudo tem de dar certo todos dias, véi. Tudo bem se seu filho acabar te interrompendo durante uma demanda importante uma vez ou outra, não deixe seu dia ser arruinado por isso. Você não é um funcionário pior, muito menos uma mãe ou pai pior por causa desse tipo de situação.

 

Todos os pais que estão trabalhando com os filhos em casa estão segurando uma barra, é como fazer malabarismo. Tem que gastar a energia da criançada, estar disponível e completamente atento àquela videoconferência e cumprir todos os prazos, além de manter a molecada bem alimentada e segura em casa. Beleza, você consegue! Mas, de novo, não vai ser perfeito.

 

Se você entrou no Instagram e viu uma foto de alguém no escritório organizado de casa, computador ideal e uma lista de afazeres do trabalho inteira em dia, deixa a gente te contar uma coisa: até as pessoas mais massa mentem na internet. É muito fácil montar uma cena só pra manter o feed ou os stories em dia e os seguidores orgulhosos. Não significa que essa precisa ser sua realidade. Afinal, muitas vezes não é a realidade nem de quem postou. 

 

Tudo bem se você precisar trabalhar na mesa da cozinha, o importante é dar seu jeito dentro das opções que tiver. Esqueça a galera que você segue, o que elas estão fazendo e o quão perfeita a rotina delas parece dentro de casa não tem nada a ver com você.

 

Não se compare com o que você não sabe se é verdade, véi. Trabalhe no seu ritmo, com o que você tem, se organizando para deixar todas as entregas em dia do jeito que você puder, ok? Vai dar tudo certo.

 

Vida fitness na quarentena

Vídeos de treino na sala, na varanda, na cozinha e no quarto. Parece que todo mundo conseguiu um personal trainer a distância e vai sair da quarentena com o corpo dos sonhos, né? Mas relaxa, não precisa fazer isso também se você estiver cansado, ansioso ou estressado.

 

Tá a fim de fazer um exercício? Cabuloso, muito massa mesmo! Faça. Arrume um cantinho em casa e dê seu jeito, a gente acredita em você. Mas não significa que você precisa que manter uma rotina sem erros de treino no meio de uma situação maluca como essa.

 

Exercitar-se ajuda a combater ansiedade, mas às vezes a gente tá ansioso demais até pra começar. Muita gente tá nessa. Se você precisar de ajuda com isso, há profissionais da Psicologia se dispondo a atender pacientes gratuitamente e por vídeo. Não tenha medo ou vergonha de receber ajuda.

 

Filhos no isolamento

Os pequenos podem ter dificuldade para entender a situação que estamos vivendo. Aí, além de lidar com sua própria ansiedade, você precisa ajudar uma criança. Você também vai ver filhos perfeitamente tranquilos na internet, mas lembre-se: não significa que eles estiveram assim o dia inteiro, nem que você deveria dar um jeito de imediatamente acalmar os seus.

 

Philip Ferreira, professor de Biologia e nosso colaborador querido aqui na Verdurão, criou uma lista de brincadeiras que você pode seguir para cansar ou acalmar a criançada quando acabar a criatividade. Se tiver precisando, dê uma conferida nesse texto do blog.

 

A educadora emocional e professora de Educação Física Alline Castilhos sugere criar uma rotina aos poucos com os filhos. Claro que isso requer tempo, como qualquer novo hábito. Quer dar uma olhada nas dicas dela? Então clique aqui.

 

Saiba que não vai ser fácil e nem todas as dicas sairão perfeitas na prática como são “no papel”. É uma adaptação para nós, adultos, que entendemos melhor a situação, e algo ainda mais estranho para os pequenos. Muitos estão perdidos no meio de tanta mudança. O seu filho estar agitado, ansioso, triste ou agoniado não significa que você não está sendo um bom pai ou mãe.

 

Boa sorte, se cuida!

Claro que as condições não são ideais, mas são as possíveis e mais saudáveis para o momento que estamos vivendo. Estamos nos adaptando a um momento difícil e sem precedentes. Por isso, pare de se comparar e se cobrar demais, você está fazendo o que pode.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *