5 fatos sobre as chuvas no DF

O clima em BSB nunca foi normal, mas você sabe que estamos sofrendo com mudanças climáticas, né véi? Precisamos ficar de olho nas mudanças e entender o motivo delas. Hoje, vamos conversar sobre alguns fatos (e novidades) sobre as chuvas no DF, de boa?

As chuvas no Cerrado diminuíram bastante nos últimos 33 anos

A redução das chuvas piora a seca (claro) e faz com que o clima fique mais insuportável por mais tempo: o nariz sangrando, a pele ressecada, tudo isso (e muito mais) acaba piorando. A falta de chuva também prejudica a sobrevivência de plantas e de animais que precisam dela para algumas fases da vida. </3

Um estudo de pós-graduação em Ciências Florestais (PGEFL) da Universidade de Brasília (UnB) mostra que o desmatamento pode ter a ver com isso. A dissertação de uma aluna da faculdade mostra como o desmatamento afeta a precipitação de chuvas no Cerrado, detalhando desde a dificuldade de se formar nuvens.

De uma forma geral, as chuvas diminuíram em 8,4% no Cerrado. A estudante observou que, mais ao sul, como no próprio DF, a redução das chuvas foi ainda maior nos 33 anos observados: chegou a 10,6%. 🙁 O recorde foi do Mato Grosso, em uma estação em que as chuvas diminuíram em 60%. Bizarro, véi. Confira aqui mais detalhes do estudo.

O dia mais quente deste ano passou 36 ºC

Recorde pra gente… mas esse ninguém quer comemorar, tá? 🙁 O INMET divulgou que as temperaturas em Planaltina chegaram a 36,2 ºC, na região de Águas Emendadas, no dia 21 de setembro. No Plano Piloto, o recorde de calor foi de 34 ºC, combinado a umidade de 12%, em 19 de setembro.

Ficamos mais de 100 dias sem chuva

Ficamos 113 dias sem uma gotinha cair do céu este ano. 2019 ficou em segundo lugar entre os anos que tiveram o período mais longo sem chuva! D: Em primeiro lugar, 2017 bateu 131 dias sem chuva. :O

Pra ter uma ideia da gravidade, basta comparar e não precisa ir muito longe no tempo: 2015 passou o máximo de 60 dias sem chuva, menos da metade em relação a este ano. 

Pouca chuva é perigoso!

Existem alguns índices de perigo em relação à baixa umidade causada pela falta de chuva. A umidade que persiste por a partir de cinco dias entre 30% e 20% é classificada como estado de emergência pela Defesa Civil. Abaixo de 20% por 3 dias também é estado de alerta.

Já a umidade abaixo de 12% por a partir de 2 dias é estado de emergência, o mais preocupante. Segundo a OMS, a umidade ideal está próxima dos 60%. Este ano, a Defesa Civil anunciou estado de emergência em 5 de setembro.

Louco isso, né, véi? Bom, pra você se cuidar, a gente já deixou algumas dicas sobre como lidar com a seca antes, se liga aqui! E vamos cuidar do planeta e da nossa cidade também, bota fé? 🙂

Salve o Cerrado – malha ecológica, pra gente lembrar os outros e nós mesmos: precisamos cuidar do nosso bioma, véi! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp Entre em contato pelo WhatsApp