10 livros cabulosos pra ler na quarentena

Claramente, o isolamento social não é massa, véi. Mas você pode usar o tempo sozinho para fazer algo de qualidade e até ler altos livros se quiser. Lembrando que não precisa se cobrar, faça só o que acha que pode te ajudar a se sentir melhor durante a quarentena. Separamos 10 livros cabulosos caso você esteja sem ideias para novas leituras. As indicações são da Fernanda e da Carol, daqui da Verdurão.

 

Lista da Fernanda

 

  • Por que nós dormimos – Matthew Walker

 

Cientista, professor de neurociências e psicologia na Califórnia, Matthew Walker é pesquisa sobre o impacto do sono na saúde e nas doenças humanas.

O livro explica a capacidade que o sono exerce em melhorar o bem-estar, ajudar nos relacionamentos, no aprendizado e na produtividade. Massa, né? A leitura vai te ajudar a valorizar o descanso e a melhorar problemas físicos e psicológicos que enfrenta por não dormir o suficiente. 

 

 

  • Sapiens – Yuval Harari

 

O professor israelense de história Yucal Harari conta uma história resumida e cabulosa da nossa espécie ao longo dos anos, passando por assuntos como religião, imaginação, capitalismo, relação com a natureza, domesticação de animais. 

Questionamentos sobre como podemos criar belezas artes e terríveis guerras e o que nos permitiu subjugar outras espécies deixarão a leitura mais intensa e reflexiva, véi.

 

 

  • Como mudar sua mente – Michael Pollan

 

Pollan é professor de Artes e de Jornalismo conta a história das pesquisas com drogas psicodélicas e se dedicou a variadas experiências com alucinógenos.

No livro, ele conta – sob o ponto de vista pessoal, mas também científico – como os alucinógenos podem melhorar vidas e tornar pessoas saudáveis. É cabuloso!

 

 

  • O Farol – Virgínia Woolf

 

A escritora britânica conta a história de um casamento e de uma infância em um romance cativante, véi. 

Virgínia Woolf mistura elementos da própria vida com ficção e, em meio ao enredo, você se depara com os impactos das estruturas de classe inglesas durante a Primeira Guerra Mundial. 

 

 

  • Oito passos atentos para a felicidade – Bhante Henepola Gunaratana

 

O livro do monge budista é um verdadeiro guia para a felicidade. Os ensinamentos de Buda são apresentados de forma direta e cativante, com conselhos massa.

Como cultivar relacionamentos e superar obstáculos para encontrar a felicidade são alguns dos temas principais.

 

Lista da Carol:

 

  • Ensaio sobre a cegueira – José Saramago

 

Parado no sinal, um homem fica de repente cego. O caso é apenas o primeiro de muitos. Os cegos entram em quarentena e começam a enfrentar situações de trevas.

O livro de Saramago nos faz refletir sobre “a responsabilidade de ter olhos quando os outros os perderam” de forma comovente.

 

 

  • 1984 – George Orwell

 

O romance de Orwell mostra a história de um homem que vive no totalitarismo de uma sociedade dominada pelo Estado. Tudo é feito coletivamente, mas todos vivem sozinhos. A vigilância do Big Brother (Grande Irmão) é sempre presente. 

 

 

  • Vida precária – Judith Butler

 

A filósofa Judith Butler é uma das principais teóricas feministas.

Vida Precária aborda a violência de Estado, a denúncia das torturas aos prisioneiros de Guantánamo, a contraditória defesa da democracia dos EUA. Esse sim é um livro pra te fazer pensar, refletir e criticar de verdade, véi!

 

 

  • O processo – Franz Kafka

 

A vida de um homem muda completamente quando é processado por um crime não especificado. Todo o seu desenvolvimento na empresa em que trabalhava e reconhecimento vão por água abaixo a partir da manhã do seu aniversário de 30 anos.

Alienação, medo, reconhecimento, burocracias: Kafka trata com profundidade diversos aspectos da vida nesse livro, véi.

 

 

  • Guerra e paz – Liev Tolstói

 

Clássico e histórico, o livro original tem mais de mil páginas e foi adaptado para versões menores se você preferir, rs.

O romance descreve a campanha de Napoleão Bonaparte na Rússia enquanto encanta com a história de vida, amor e aventura de tantos outros personagens. É um livro cabuloso pra lembrar a vida inteira. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *